Alimentação Saudável

Vitamina D: conheça seus benefícios para o corpo e a mente

Vitamina-D

Você já teve algum momento de cansaço e pensou que poderia ser por falta de vitaminas? Essa é só uma mostra da importância desses micronutrientes na nossa vida. No caso da vitamina D, por exemplo, dá uma olhada nos problemas causados pela falta dela:

  • Artrite reumatoide – a falta de vitamina D é fator de risco, apontam estudos
  • Asma – pesquisas comprovaram que a baixa quantidade de vitamina D no organismo pode levar à asma
  • Autismo – um estudo sueco revelou que a ausência de vitamina D está relacionada ao nascimento de crianças com autismo
  • Depressão – a carência desse nutriente na adolescência pode levar à depressão
  • Esquizofrenia – estudo australiano mostrou que bebês com baixa dose de vitamina D têm duas vezes mais probabilidade de desenvolver esquizofrenia
  • Fragilidade óssea, como a osteomalacia e o raquitismo
  • Fraqueza muscular – a vitamina é fundamental para o funcionamento dos músculos
  • Osteoporose – a falta de vitamina D está associada à osteoporose em idosos
  • Pressão alta – esse nutriente ajuda a controlar a hipertensão
  • Problemas cardiovasculares – o risco de doenças cardíacas é duplicado quando há insuficiência de vitamina D, segundo pesquisa americana

Como evitar a carência de vitamina D

Embora seja obtida por meio da alimentação, a vitamina D é sintetizada pelo sol. Mas, com o uso prolongado (e necessário) de protetor solar, a barreira criada por ele na pele poder deixar nosso corpo carente dela, que é vital para o bom funcionamento dos ossos e da mente.

É que, para ser absorvida da maneira correta, essa vitamina precisa de contato direto da pele com os raios solares, sem obstáculos. O ideal, recomendam os especialistas, é 15 minutos de exposição solar sem protetor, diariamente, até às 10h ou após as 17h.

Apesar de alimentação adequada e aquele solzinho na hora certa serem complementares, é este último quem garante entre 80 e 90% da síntese de vitamina D para nosso organismo.

Mais um motivo para manter a cor sempre em dia, com moderação, é claro! A dica é passar o protetor no rosto e deixar as pernas e braços sem, garantindo, dessa forma, as quantidades certas de vitamina D.

Existe até uma alternativa, o chamado ‘sol em gotas’, como é conhecida a suplementação de vitamina D. Mas seu uso deve ser feito sob orientação médica. Afinal, assim como a deficiência, o excesso dessa vitamina favorece o surgimento de vários problemas.

Tire suas dúvidas sobre a vitamina D

A vitamina D é um hormônio esteroide lipossolúvel que ajuda a manter o tecido ósseo e atua fortemente no sistema imunológico, sendo bastante útil no tratamento de enfermidades autoimunes.

Como participa do processo de diferenciação das células, sua falta favorece 17 tipos de câncer. Essa vitamina age na secreção hormonal e em diversas doenças crônicas, como a Síndrome Metabólica.

A insuficiência desse micronutriente nas gestantes pode causar abortos no primeiro trimestre e, no final da gravidez, pré-eclâmpsia.

É, mas apesar de ser extremamente importante, cerca de 80% das pessoas que moram no ambiente urbano não ingerem níveis adequados dessa substância. E como mudar isso?

Conheça os alimentos ricos em vitamina D

Para manter seu corpo em dia com a vitamina D, é essencial o consumo de alimentos de origem animal, pois os vegetais são incapazes de sintetizar a vitamina da mesma forma que eles. Confira os campeões desse nutriente:

  • Salmão – 100 gramas têm 685 unidades
  • Atum – 100 gramas contam com 227 unidades
  • Sardinha – 100 gramas possuem 193 unidades
  • Ovo – um ovo possui 43,5 unidades
  • Queijo cheddar – 50 gramas possuem 12 unidades
  • Carne bovina – 100 gramas contam com 15 unidades

Mas lembre-se de manter uma dieta equilibrada, evitando excessos, já que esses alimentos trazem gordura saturada. Combinado?

Comentário