Alimentação Saudável

O que é vitamina M e como ela influencia a sua saúde

cenoura

Você já ouviu falar de ácido fólico, certo? E de B9 ou vitamina M? Pois são a mesma coisa. É que a vitamina B9 (que existe na forma de folato ou ácido fólico), era conhecida como vitamina M antes de entrar para o complexo B.

A vitamina B9 é vital para a formação de células vermelhas no sangue e para ser ativada precisa das vitaminas B3 e C. Além disso, trabalha em conjunto com as vitaminas B2, B6 e B12.

Solúvel em água, a vitamina M é essencial para a formação dos ácidos nucléicos (RNA e DNA) e para as divisões celulares, além de colaborar com o metabolismo das proteínas.

Ela ainda ajuda a preservar o sistema nervoso e a prevenir problemas no tubo neural. É considerada um excelente antiestresse, pois colabora com o humor; e pode retardar o embranquecimento dos cabelos – quando usada com o ácido pantotênico e PABA.

E tem mais: aumenta a lactação, melhora o aspecto da pele, atua como analgésico contra dores, protege contra envenenamento alimentar e parasitas do intestino; auxilia na prevenção de feridas na cavidade oral.

Veja outras aplicações da vitamina M:

  • Anemia
  • Atrite reumatoide
  • Depressão
  • Diarreia
  • Enxaquecas
  • Epilepsia
  • Fraturas
  • HIV
  • Osteoartrite
  • Osteoporose
  • Queimaduras

Vitamina M: fontes, sintomas e recomendações

Muitos alimentos são enriquecidos com vitamina M (B9), mas sua carência é comum quando comparada a outras vitaminas do complexo B.

Conheça fontes de vitamina M:

  • Abricó
  • Abóbora
  • Abacate
  • Aspargos
  • Farinha de centeio
  • Batatas
  • Brócolis
  • Cenoura
  • Cogumelos
  • Couve de Bruxelas
  • Couve-flor
  • Feijões
  • Fígado
  • Gema de ovo
  • Lentilhas
  • Levedura de cerveja
  • Melão
  • Repolho
  • Soja
  • Suco de laranja
  • Trigo integral
  • Vegetais de folhas verde-escuras

Os sintomas da falta de vitamina M são: doenças do sangue, fadiga, insônia, esquecimento, perda capilar, irritabilidade, náusea, fraqueza e crescimento deficiente.

Na fase de desenvolvimento, uma dosagem alta é recomendada. Mas, em geral, a porção diária deve ser de 400mcg para homens e mulheres adultos.

Quem ingere bastante bebida alcoólica deve aumentar a quantidade de vitamina M; assim como aqueles que ingerem grandes níveis de vitamina C, pois isso aumenta a excreção de ácido fólico.

Quem toma difenilhidantoína, estrógenos, sulfonamidas, fenobarbital ou aspirina também precisa elevar a medida de vitamina M no organismo.

Se você está doente com frequência, é aconselhável verificar se o seu suplemento contra estafa tem vitamina M suficiente, já que sua carência diminui a produção de anticorpos.

Receitas ricas em vitamina M para as futuras mães 

Que tal aproveitar os vegetais de folhas verde-escuras e garantir a saúde do bebê? Aqui estão algumas receitinhas práticas e saborosas recheadas de vitamina M:

  • Sopa de espinafre, brócolis e aspargos

Basta ferver os ingredientes para que seus nutrientes fiquem na água do preparo. Para deixar a sopa mais gostosa, tempere-a com gengibre, sal e pimenta. Gosta de uma sopinha mais encorpada? Adicione puré de tomate, que contém licopeno, um dos melhores antioxidantes.

  • Salada de frutas

Corte bananas, melão e laranja à sua maneira. Acrescente uma pequena porção de iogurte e salpique nozes picadas.

  • Caldo de cebola, aipo e brócolis

Ferva meia xícara de aipo e uma xícara de cebola picada em água com duas colheres de sopa de margarina. Cozinhe no vapor duas cabeças de brócolis. Misture tudo e cozinhe por dez minutos.

Deixe esfriar e bata todos os ingredientes no liquidificador com duas xícaras de leite desnatado. Finalize aquecendo a mistura delicadamente e adicione sal e pimenta.

São receitas simples de fazer, cujos ingredientes podem ser consumidos também em forma de saladas. Aproveite o que a natureza tem a oferecer e descubra que manter a saúde em dia é mais fácil do que você imagina.

Comentário