Ganhar Massa Muscular

Testosterona aumenta a massa muscular?

testosterona

Ter um corpo forte e definido é, para muitos, a realização de um sonho, o da perfeição física. Um esforço diário que é influenciado por vários fatores: alimentação rica em proteínas e aminoácidos, intensidade do treino, suplementação e descanso.

Mas a quantidade de músculos que podemos “construir” também depende de um hormônio, a testosterona, um dos mais importantes para o ganho de massa magra.

Além disso, ele ajuda a diminuir o mau colesterol, colabora na redução da gordura corporal e está ligado a diversas – e importantes – funções no organismo.

Testosterona: como ele age no corpo humano

A Testosterona é fabricada nos homens pelos testículos e na mulher (sim, ela também produz, em menor quantidade) pelos ovários e glândulas testosteronasuprarrenais. Basicamente, possui duas funções: uma anabólica e outra androgênica.

Mas o que é isso? Calma, eu explico: na função anabólica, a Testosterona atua especialmente no crescimento dos ossos e no desenvolvimento de praticamente todos os órgãos do nosso corpo.

Na atuação androgênica, é responsável pelas características sexuais masculinas. Isso inclui órgãos reprodutores, produção de espermatozoides, pelos, voz, barba, ereção, desejo etc.

Ela ainda influencia o aumento do tecido muscular e a distribuição da gordura corporal. Prova disso é a visível diferença entre as silhuetas femininas e masculinas.

No homem, são produzidos 10 mg/dia de Testosterona; enquanto na mulher ela não passa de 0,25 a 1mg/dia. A eliminação desse hormônio é feita através das fezes e urina.

No fígado, ele passa por reações químicas para, no final, formar os metabólitos, espécies de produtos desse processo e que são encontrados em grandes concentrações na bile e intestinos.

Após os 50 anos de idade, porém, a produção de Testosterona vai caindo, sendo mais acentuada em pessoas portadoras de certas doenças. É o caso, principalmente, da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC).

Saiba como aumentar os níveis de Testosterona naturalmente

Para você turbinar sua produção de Testosterona e aproveitar ainda mais os benefícios dela, veja algumas regrinhas básicas:

  • Faça exercícios que deixem seus músculos sob grande pressão, como levantamento de supino, agachamentos, flexões na barra fixa, remo, barras paralelas, press militar e afundos. Eles forçam o corpo a aumentar a síntese de testosterona.
  • Quanto maior for o esforço, maior será a produção desse hormônio. Por isso, treine sempre com 100% de esforço e intensidade se quiser ver sua musculatura crescer para valer.
  • Outra forma natural de elevar os níveis de Testosterona é consumir mais ácidos graxos essenciais, encontrados em abacate, amendoim, peixes e óleos saudáveis como azeite e as sementes de linho.
  • Invista no consumo de vegetais crucíferos: rabanetes, brócolis, couve-flor, repolho e nabo ajudam a reduzir consideravelmente os níveis de estrogênio, aumentando assim a Testosterona.
  • Para ganhar músculos significativos, reveja seus conceitos sobre treinar pernas e aplique no treino delas a mesma intensidade dos exercícios de peito, costas e braços.

É que o treino nos membros inferiores induz ao aumento da Testosterona, colaborando, por tabela, com o estímulo dos demais grupos musculares.

  • Durma bem todas as noites. Sono inadequado influencia a produção de cortisol, o que diminui os níveis de Testosterona.
  • O estresse é outro que age diretamente a liberação de cortisol. Portanto, em nome do seu projeto corpo sarado e da sua qualidade de vida, xô, estresse!
  • Reduza o consumo de bebidas alcoólicas, que afetam negativamente a quantidade do hormônio no corpo.
  • Faça mais sexo. Isso mesmo! O aumento da atividade sexual eleva a produção de ocitocina, que, por sua vez, aumenta a produção de endorfina e (opa!) tem como consequência ainda o aumento da Testosterona. Assim, é só alegria – e músculos em dia!

Gostou? E que tal por em prática essas dicas e deixar os seus músculos ainda maiores e melhores? Corra!

Leia também sobre:

Comentário