Pedro Mendes

Chá de Hárpago

Originaria da África, a Garra do Diabo, também conhecida como Hárpago, é uma planta muito popular graças aos seus tantos benefícios que mencionaremos mais adiante nesse artigo. Seu nome original é Harpagophytum procumbens, é uma fruta um tanto diferente, pois seu formato, cheio de ganchos lembra garras (faz jus ao apelido) que se prendem em animais que por sua vez, espalham suas sementes.

Para quê serve?

A planta ficou bastante conhecida quando fizeram a descoberta de que as raízes poderiam ser usadas para a produção de medicamentos e chás, tendo em vista que suas propriedades auxiliam na cura de males como: enxaqueca, febre, irritação, queimação, reações alérgicas, dores na coluna, doenças reumáticas, tendinites, doenças renais, etc. Tendo propriedades anti-inflamatórias, ela também pode ser usada como compressa auxiliando no tratamento de inflamações cutâneas e ferimentos.

Benefícios

Como a garra do diabo provém de grande propriedade analgésica e anti-inflamatória, trás consigo diversos benefícios comprovados, por isso é muito indicada para:

1. Equilíbrio do colesterol, tanto bom quanto o ruim.
2. Fortalecimento do sistema imunológico.
3. Ajuda a controlar a diabete.
4. Baixar a febre.
5. Sistema digestivo.
6. Ácido úrico.
7. Funcionamento do pâncreas.
8. Funcionamento do intestino.
9. Tratamento de gota.
10. Desintoxicação do fígado.
11. Auxilia no tratamento de reumatismo.

Lembrando que, os resultados surgem de acordo com a forma que seu organismo reage ao consumo da planta. O tempo também varia de acordo com a finalidade do uso. Supomos que você usará a garra do diabo no auxílio ao tratamento de reumatismo ou diabetes, os resultados podem ser notados somente depois de três meses, enquanto o uso do chá da planta, voltado ao tratamento de forma anti-inflamatória e analgésica, poderá ter resultados significativos em apenas três semanas.

O uso contínuo do chá da garra do diabo, ajuda no aumento da imunidade, o que permite a nós uma vida mais saudável evitando doenças simples, como: dores de cabeça, gripes, problemas respiratórios, etc. Além disso, o chá da garra do diabo contribui na elasticidade das articulações, logo, desfrutamos de uma vida mais agradável e com menos dores.

Contraindicações

Vale ressaltar que, apesar das tantas boas indicações referentes ao consumo da garra do diabo, existem casos em que o uso da planta não é recomendável, como por exemplo pessoas que sofrem de desordens intestinais, úlceras gástricas, litíase vesicular, etc. Hipertensos, lactantes e gestantes também se enquadram como exemplos de pessoas que devem evitar o uso do chá da garra do diabo. São poucos os efeitos colaterais, e também são leves, porém é bom estarmos atentos. Alguns deles são: diarreias, dispepsia e vômitos.

Como preparar

Após lavar as garras do diabo, deixe que sequem bem e só então estarão prontas para o preparo do chá. Despeje água fervente sobre as raízes de Hárpago, lembre-se de tampar a chaleira para que o processo de infusão seja feito. Espere que esfrie para que as propriedades da planta possam enfim serem extraídas. Você pode consumir o chá de Hárpago até três vezes por dia. Caso não tenha contato direto com a planta, a erva pode ser encontrada em lojas de produtos naturais em formato de óleo ou cápsula.

Recomendados para você: