Alimentação Saudável

5 Motivos para cortar o refrigerante do dia a dia

5 Razões para não beber refrigerante

Refrigerantes são vilões em qualquer dieta. Mesmo que aquela garrafa geladinha na sua geladeira não tenha um rato dentro, estas bebidas contém diversos ingredientes que são danosos à saúde.

Se você quer manter a boa forma, ficar com um shape bonito ou simplesmente longe de doenças, não beba refrigerante!

5 Razões para não beber refrigerante

Gosta de Refrigerante?

Malefícios do Refrigerante

Confira alguns motivos para cortar de vez este hábito do seu dia a dia:

Zero valor nutricional

Os refrigerantes não contém nenhum tipo de vitamina ou mineral necessário ao funcionamento do organismo em quantidades expressivas. Quer dizer, eles não são de ajuda alguma à nutrição do corpo.

Açúcar em doses de elefante

Mesmo os de sabor mais amargo, como os de limão, possuem quantidades absurdas de açúcar em sua composição. Uma lata de refrigerante possui, em média, 39 gramas de açúcar. Isso representa mais de 10% da sua composição. Parece pouco? É o equivalente a dez colheres, mais do que a recomendação diária para uma pessoa comum.

O corpo humano simplesmente não está preparado para lidar com tanto açúcar de uma só vez, já que não existe maneira de obter estas doses naturalmente. Além de causar cáries, o açúcar é um dos principais responsáveis pela obesidade e diabetes no mundo.

Apenas uma parte desse açúcar pode ser usada para gerar energia para o corpo. O restante vai direto para o fígado, ser processado em gordura. Além disso, o açúcar cria ciclos no metabolismo que são viciantes. Depois de um tempo de consumo regular, a ausência do açúcar passa a causar sensação de mal humor e cansaço.

Refrigerante Zero e Light não é alternativa saudável

A ideia por trás das vendas dos refrigerantes com baixo teor de açúcar é que são mais saudáveis e não engordam. Mentira!

Os adoçantes que são usados no lugar do açúcar causam alterações no metabolismo que levam ao ganho de peso. Durante a ingestão, seu corpo não sabe a diferença entre o adoçante e o açúcar comum, e se prepara para digerir um açúcar que não está lá. Com isso, há um aumento no desejo por alimentos ricos em carboidratos, como pães e massas.

Simultaneamente sua capacidade metabólica diminui e seu corpo aumenta a produção de insulina, responsável por armazenar gordura. Resultado? Ganho de gordura, aumento de peso, elevação de riscos de ataque cardíaco, diabetes e síndromes metabólicas.

Além disso, com um teor de sódio ainda mais alto que as versões comuns, eles aumentam a retenção de líquidos e aumentam a pressão arterial.

Como se isto tudo não fosse suficiente, não há comprovação que alguns adoçantes são seguros para o consumo humano. Alguns dados indicam relação entre seu consumo e a incidência de cânceres, distúrbios metabólicos e outras doenças.

Vilão de ossos e dentes saudáveis

A acidez dos refrigerantes, muito maior que a de frutas e alimentos naturais, é extremamente danosa ao esmalte dos dentes. Além de criar manchas e servir de alimento para as cáries, eles causam um desgaste acelerado do dente, que pode ficar hipersensível ou até cair.

A grande quantidade de fosfatos da bebida “rouba” o cálcio que forma ossos e dentes, provocando perda de massa óssea, enfraquecendo-os e levando posteriormente à osteoporose.

Sopa de químicos

Falando apenas nos pontos principais sobre o consumo de refrigerantes nem tocamos a quantidade de corantes, acidulantes, conservantes, estabilizantes e centenas de outros químicos que são necessários à sua fabricação. Cada um destes ingredientes tem suas próprias implicações a saúde, algumas mais danosas, outras menos. Mas nenhum deles faz bem!

Ainda não acredita que refrigerante faz mal? Assista ao vídeo abaixo da Nutricionista Giovana Guido, onde ela explica por você não deve beber refrigerante:

O que acontece uma hora após beber uma lata de Coca Cola?infografico-coca-cola-quero-saude

Comentário