Doenças

Daith piercing para enxaqueca

O uso de daith piercing para enxaqueca pode ser uma novidade para boa parte das pessoas que sofrem do problema, mas certamente está entre os assuntos mais abordados na internet quando se fala em tratamentos alternativos para o problema. Na verdade, é comum que fóruns que discutem a condição estejam lotados de tópicos sobre o assunto.

Essa abordagem um tanto quanto incomum é baseada em alguns princípios da acupuntura e é defendida por vários pacientes que a utilizam há algum tempo. Para quem ainda não conhece a técnica, resta a dúvida se ela realmente funciona, ou se a pessoa simplesmente acabará com um adereço estético sem receber nenhum benefício.

Hoje em dia, felizmente, existem várias análises que avaliam o uso de daith piercing para enxaqueca, entendendo como ele busca funcionar, e quais são os impactos reais que ele exerce sobre a condição.

Saiba mais sobre o assunto e entenda os eventuais benefícios ou riscos para o problema:

O que é o Daith Piercing?

O famigerado item nada mais é do que um piercing aplicado na menor dobra de cartilagem da orelha da pessoa, diretamente no ponto em que a linha externa da orelha conecta-se com as protuberâncias de cartilagem internas, sobre o canal auricular.

Em outras palavras, trata-se de uma aplicação de piercing em um local bastante difícil e propenso a problemas, uma vez que não se encontra em áreas mais externas da orelha. Quando cuidado corretamente, no entanto, fala-se que o adorno é capaz de reduzir a dor e a frequência das crises de enxaqueca.

Isso faz com que muitas pessoas rapidamente adotem o daith piercing para enxaqueca, na esperança de terem menos dor. Na prática, no entanto, não há nada que garanta esses benefícios.

Qual é a explicação por trás do daith piercing para enxaqueca?

Em teoria, o uso de daith piercing para enxaqueca utiliza-se de conhecimentos da acupuntura – uma técnica bastante comum para o tratamento de enxaqueca. Os defensores do piercing dizem que existe um ponto da orelha que corresponde a órgãos digestivos. A pressão constante da aplicação do piercing, portanto, seria capaz de reduzir as dores relacionadas a sintomas da enxaqueca que afetam o trato digestivo.

A técnica foi rapidamente disseminada através das redes sociais, que iniciou toda a polêmica a respeito da sua eficiência ou não.

O daith piercing para enxaqueca funciona?

Não existe, até o momento, nenhuma evidência científica de que o uso do daith pierving cause efeitos benéficos. Todas as evidências apresentadas até agora são anedóticas, baseadas na sensação de usuários do item.

A posição oficial de médicos que estudam a enxaqueca é de que estes efeitos observados podem ser resultados de um efeito placebo nos pacientes, mas não podem gerar expectativas de serem replicados em outras pessoas.

Além disso, há riscos de que a implantação do piercing gere infecções, levando a problemas de saúde mais graves do que a própria enxaqueca que buscava ser combatida. Neste sentido, o uso do equipamento é desaconselhado, e não deve ser considerado uma solução viável para a enxaqueca.

Quais os riscos do daith piercing?

Segundo especialistas em enxaqueca, as infecções são o principal risco do uso do daith piercing para enxaqueca. Por estar muito próximo da parte interna do aparelha auditivo, os riscos dessa infecção são maiores do que um piercing comum.

Além disso, não há nenhuma evidência de que seu uso poderia reduzir os problemas de saúde dos usuários, o que torna a relação de risco-retorno muito contrária ao paciente. Existem diversos outros tratamentos alternativos para a enxaqueca que não colocam em risco a saúde do paciente, como a própria acupuntura que – a despeito dos questionamentos existentes sobre ela – não oferece riscos, quando corretamente executada.

Recomendados para você:

Comentário