Alimentação Saudável Doenças

Colesterol Bom X Colesterol Ruim: saiba como equilibrar essa relação para manter a saúde

colesterol

Colesterol bom? Ruim? Se é colesterol, não seria sempre ruim? Pois é, muita gente ainda tem dúvida sobre esse tema. Para ajudar a esclarecer os “mistérios” que rondam o assunto, vamos falar hoje sobre colesterol – e entender de vez essa intrigante relação.

Para começar, é importante saber o seguinte: colesterol é um tipo de gordura encontrado no nosso corpo e que é fundamental ao funcionamento adequado dele.

Existem 2 tipos de colesterol basicamente. O bom, chamado de HDL, e o ruim, conhecido como LDL. As siglas significam Low Density Lipoprotein (LDL), ou lipoproteína de baixa densidade, e HDL, High Density Lipoprotein, ou lipoproteína de alta densidade.

Como o próprio nome já sugere, o tipo ruim leva ao acúmulo de placas de gordura nas paredes internas das artérias, reduzindo o fornecimento de sangue para órgãos vitais, como o cérebro e o coração.

Por razões como essas, o LDL alto está associado ao aparecimento de doenças cardiovasculares – infarto, pressão alta e derrame, por exemplo.

Já o colesterol bom tem a nobre missão de recolher o mau colesterol e transportá-lo para o fígado. Lá, o perigoso colesterol é metabolizado e eliminado. Por isso, ter o nível de LDL baixo é tão ruim quanto ter os níveis de colesterol ruim altos.

Viu como não é complicado? Para facilitar ainda mais sua vida (saudável), fique de olho nos valores de referência do colesterol, que você acompanha fazendo exames de sangue pelo menos uma vez ao ano:

  • Colesterol bom (HDL): >60mg/dl
  • Colesterol ruim (LDL): < 130mg/dl; sendo abaixo de 100mg/dl em pacientes com alto risco para doença coronariana.

Como manter os níveis de colesterol adequados

O equilíbrio entre HDL e LDL é conseguido por meio de uma alimentação pobre em gorduras e em açúcar, além da prática regular de exercícios físicos. Ou seja, descontrole à mesa e vida sedentária, nem pensar!

Então, confira as dicas abaixo para evitar problemas de saúde reduzindo a concentração de colesterol mau (LDL):

  • Aposte em alimentos ricos em ômega 3, 6 e 9.
  • Beba Chá Preto. A cafeína presente nele ajuda a combater as placas de gordura do organismo.
  • Evite produtos gordurosos, como mortadela, bacon e presunto de porco.
  • Evite frituras; prefira alimentos cozidos ou assados.
  • Faça exercícios físicos pelo menos três vezes por semana, incluindo atividades aeróbicas.
  • Mantenha uma dieta balanceada, rica em frutas, verduras, legumes e carboidratos integrais (massas, pães etc.).
  • Tome suco de berinjela, um potente antioxidante que auxilia na eliminação de gorduras e substâncias tóxicas.

Agora, se você já está com o colesterol ruim alto, aqui vai uma sugestão prática para combater o problema de forma natural. É o suco de berinjela.

Anote os ingredientes: 1/2 berinjela fatiada com casca e suco natural de três laranjas. Bata no liquidificador o suco de laranja com a berinjela e, se preferir, adoce com mel. E está pronto para beber!

A berinjela é riquíssima em elementos antioxidantes, principalmente na casca. Essa é a razão pela qual ela não deve ser retirada no preparo da bebida.

Uma excelente forma de combater o excesso de gordura no sangue, e que deve ser tomada diariamente em jejum por quem sofre com colesterol elevado.

Porém, esse remédio caseiro não substitui a necessidade de praticar atividades físicas e de alimentar-se corretamente, certo?

A planta pode ser aproveitada, ainda, cozida ou assada. Assim, você protege mais seu fígado e, consequentemente, ajuda a controlar o colesterol.

Falando nele, de forma geral, os sintomas do colesterol alto não são facilmente perceptíveis. No entanto, pode-se suspeitar disso quando a pessoa está acima do peso ideal, é sedentária e tem uma dieta desequilibrada, além de abusar de bebidas alcoólicas.

Ponha em prática os conhecimentos sobre colesterol que aprendeu aqui, e saúde!

Quer mais saúde? Clique nos Links abaixo…

Comentário