Doenças

CID Enxaqueca e suas subdivisões

O código CID 10 G43, também chamado de CID Enxaqueca, é o código internacionalmente utilizado para classificar essa condição, determinando exatamente qual o assunto médico sendo tratado, seus sintomas, causas e especificidades.

Dentro do CID Enxaqueca, utiliza-se ainda alguns códigos internos bastante conhecidos para definir o tipo, a intensidade ou as fases pelas quais uma enxaqueca está passando. Saber um pouco mais a respeito de cada um destes códigos facilita a pesquisa, a compreensão e a divulgação de informações eu ultrapassem a fronteira da linguagem.

Saiba mais sobre o CID Enxaqueca, seus principais códigos e o significado de cada um deles:

A classificação internacional de doenças

A CID – Classificação Internacional de Doenças é a tabela onde as principais doenças internacionalmente categorizadas são listadas. Este esforço é muito importante pois permite que não sejam perdidas classificações e informações relevantes em reiterados processos de tradução.

Na área médica, a tradução específica de doenças pode ser um problema, o que torna necessário a elaboração de um código que seja internacional. Assim, sempre que se fala em CID 10 G43, por exemplo, qualquer pesquisador – de qualquer que seja seu idioma – sabe que o assunto em questão é a enxaqueca.

CID 10 G43 – Enxaqueca

A CID 10 G43 é a chamada CID Enxaqueca. Ela define a condição e, consequentemente, seus subtipos:

CID 10 – G43.0: Enxaqueca sem aura (enxaqueca comum)

O código G43.0 define a enxaqueca comum que não apresenta a fase da aura. Significa dizer que se trata dos casos mais frequentes, nos quais a pessoa não tem a alteração sensorial da aura antes ou durante as crises de dor de cabeça.

Essa diferenciação é importante, pois exclui uma série de sintomas que correspondem a toda uma fase do desenvolvimento da crise.

CID 10 – G43.1: Enxaqueca com aura (enxaqueca clássica)

A CID Enxaqueca 10 – G43.1, por sua vez, diz respeito às crises que incluem a fase da aura e seus doloridos sintomas. Neste caso, o código refere-se às pessoas que passaram pelas alterações sensoriais, geralmente ligadas à visão, à percepção do mundo ao redor e à capacidade física/cognitiva.

CID 10 – G43.2: Estado de mal enxaquecoso

O estado enxaquecoso diz respeito aos cenários nos quais uma pessoa já conserva a fase de cefaleia da crise há mais de 72 horas. Trata-se de um quadro agravado, que geralmente exige a hospitalização para o tratamento dos sintomas persistentes.

CID 10 – G43.3: Enxaqueca complicada

Diz respeitos aos quadros agravados, em que os sintomas desenvolveram sintomas neurológicos muito intensos. Se o quadro enxaquecoso (G43.2) diz respeito a sintomas persistentes, o quadro complicado (G43.3) diz respeito a sintomas neurológicos intensos.

CID 10 – G43.8: Outras formas de enxaqueca

Já o CID Enxaqueca das demais formas trata daquelas situações em que há características específicas que devem ser observadas, mas ainda não possuem um CID próprio. Significa dizer que não se trata de uma enxaqueca genérica, mas não há uma definição mais clara para a sua situação, não se encaixando em nenhum dos cenários anteriores.

CID 10 – G43.9: Enxaqueca, sem especificação

O CID 10 – G43.9 é utilizado quando basta definir que uma situação é enxaqueca, sem importar demais características específicas ou quais fatores especiais do cenário.

Recomendados para você:

Comentário