Pedro Mendes

Chás para dor no estômago

Ao longo da história da humanidade, o conhecimento acerca do uso medicinal das plantas foi e continua sendo passado de geração para geração. Mesmo nas regiões mais desenvolvidas socioeconomicamente ou em locais extremamente urbanizados, permanecem ainda alguns resquícios da chamada medicina tradicional. Os chás preparados com as ervas encontradas na região são usados para tratar os mais diversos males, e uma gama delas é indicada para tratamento de problemas relacionados ao sistema digestivo.

Alimentação desregrada, excesso de café e outras bebidas com potenciais irritantes estomacais, ingestão de alimentos industrializados, alto consumo de gorduras, açúcares e álcool – além dos fatores emocionais, como o estresse e a ansiedade. O sistema digestivo é atingido de diversas maneiras diariamente, e não é raro ouvir alguém se queixar de dores no estômago. É preciso, no entanto, procurar identificar a origem da dor, para agir diretamente nas causas do problema, pois são tão variadas as causas, quanto os remédios destinados a tratar cada uma delas.

Algumas plantas podem atuar como auxiliares no tratamento de alguns quadros, graças a propriedades protetoras das mucosas, ou mesmo analgésicas e anti-inflamatórias. Abaixo, listamos algumas delas.

Chá de hortelã

A erva aromática muito comum em quintais, devido ao fácil cultivo, tem propriedades analgésicas e antiespasmódicas, além de auxiliar no processo digestivo através da estimulação da produção de enzimas atuantes no processo. O método de preparo mais utilizado é o de infusão (imersão do material em água fervida, enquanto ainda quente, mantido em recipiente fechado por alguns minutos), e as partes mais empregadas são as folhas, frescas ou desidratadas.

Chá de erva cidreira

Facilmente encontrada tanto em quintais, quanto no comércio, a erva cidreira é calmante, e atua em duas frentes – como sedativo, atuando sobre os fatores emocionais, ou proporcionando alívio de irritações nas mucosas da região gástrica. A exemplo do chá de hortelã, mencionado acima, o método de preparo mais recomendado no caso da erva cidreira também é o de infusão, e é recomendável utilizar somente as folhas da planta.

Chá de alface

A versátil folhosa, normalmente utilizada em saladas, tem propriedades calmantes que, assim como a erva cidreira, agem no combate à ansiedade e ao estresse. Além do efeito sedativo, eficiente por frear processos irritativos das mucosas gástricas, o chá de alface também tem efeito laxativo, e pode proporcionar alívio no tratamento de quadros de prisão de ventre e flatulência. O chá de alface pode ser preparado, tanto pelo método de infusão, quanto pelo método de decocção (material fervido junto com a água).

Chá de gengibre

A raiz, que é muito utilizada para aromatizar alimentos e bebidas, contém propriedades anti-inflamatórias, atuando como auxiliar em processos inflamatórios da região estomacal. O preparo deve ser iniciado pelo corte da raiz em pequenos pedaços, adicionados à água, e levado ao fogo por alguns minutos, para extração das substâncias ativas.

É importante ressaltar que o uso dos chás não substitui o tratamento com medicamentos prescritos pelo médico, que fará a indicação após a realização da devida investigação das causas das dores estomacais. Mesmo em quadros leves, deve-se buscar a orientação de um médico, preferencialmente, que tenha conhecimentos relacionados ao uso de plantas medicinais, para que este possa avaliar suas condições de saúde, real indicação do uso, possíveis interações medicamentosas, para determinar uma dosagem e uma frequência seguras.

Recomendados para você: