Pedro Mendes

TEMA: Chá de capuchinha

A planta Capuchinha é famosa por conter vários efeitos medicinais. Você pode encontrá-la em feiras ou lojas de produtos naturais. Conheça adiante um pouco mais sobre essa planta, e seus benefícios para o organismo. Sobre sua aparência, a capuchinha é uma planta herbácea – cujo caule é mole, retorcido e suculento. Seu fruto é composto por três aquênios, esverdeados e pequenos. É uma planta rasteira e suas folhas variam de tom.

Podem ser verdes claras, ou até mesmo brancas, laranjas, amarelas e salmão. Mas de onde essa planta advém? Ela é original do Peru e do México, e foram os europeus os responsáveis por disseminar a planta no resto do mundo. A capuchinha pertence à família das Tropeoláceas. O nome científico é Tropaeolum majus L.

Ela é comestível, e seu saber se parece com agrião, com sensação picante. Já no que toca ao seu perfume, ela exala um aroma agradável. Tem interesse em cultivá-la? Não há muitas restrições, é bem fácil! Pode ser cultivada em qualquer lugar, desde que tenham acesso ao sol (ao menos por quatro horas por dia).

Quais são seus princípios ativos?

Os principais são: glucotropaeolina, ácidos graxos, flavonoides, vitamina C, iodo, enxofre, cálcio, ferro, potássio, resinas, pigmentos, substâncias bactericidas, resinas, pigmentos, frutose, glicose e substâncias bactericidas. Suas características são: depurativa, digestiva, sedativa, antibiótica, estimulante, expectorante, desinfetante, antisséptica, purgativa e diurética.

Para que a Capuchinha serve, especificamente?

Bom, para começar ela tem um efeito anti-inflamatória no aparelho urinário! Pessoas que sofrem com inflamações nesse quesito podem se beneficiar dela. Essa planta também é ótima para o estômago! Isso porque ela ajuda na digestão dos alimentos, e trata outras disfunções estomacais. No que concerne ao intestino, ela age como um laxante – sendo um poderoso aliado para quem sofre de prisão de ventre.

Ela combate a insônia, acne, caspa e eczema. Além disso, também  controla alergias na pele e fortalece o couro cabeludo. Atua aliviando  sintomas de depressão, bem como cicatrizando de feridas. A capuchinha também pode ajudar a desinchar o corpo, pois contém efeito diurético. Contém também efeito diaforético (fazer suar intensamente). Por isso, é importante cuidado em seu consumo.

Mas, atenção: essa planta pode aumentar o apetite! Não é uma boa pedida para quem deseja emagrecer ou está fazendo dieta. A capuchinha também possuí outros benefícios. São eles: ação antirreumática, antiofídica e efeito emanogogo. Além disso, é um calmante natural! Ela também é uma poderosa aliada para combater doenças pulmonares – como, por exemplo, tosses com catarro. Ajuda no alivio de bronquite e outros distúrbios pulmonares. Excelente, não é?

Aprenda a preparar

Para ingerir a capuchinha, o ideal é fazer um chá de suas sementes, folhas e flores. Uma das maneiras de usar a erva é preparar o chá com 4 colheres (sopa) de folhas picadas ou 2 colheres (sopa) de sementes para cada litro de água filtrada. Depois é só preparar a infusão, esperar descansar por dez minutos, coar e beber. O ideal são ingerir duas xícaras por dia. As únicas contraindicações são: pode causar irritação gástrica e, se consumida em excesso, baixar a pressão. Por isso, consuma com responsabilidade.

Recomendados para você: