Suplementos Alimentares

BCAA: Você sabe o que é e para que serve?

bcaa

BCAA. Se você não usa esse produto, certamente já o viu nas prateleiras (cada vez mais cheias de opções) de complementos nutricionais para esportistas, fisiculturistas e praticantes de atividades físicas em geral. Mas você sabe qual a função dele e do que é feito? 

Essa sigla quer dizer “Branch Chain Amino Acids”. Traduzindo para o bom português: aminoácidos de cadeia ramificada. E são três: L-Leucina, L-Valina e L-Isoleucina, substâncias essenciais que não são sintetizadas em nosso organismo – e precisam ser adquiridas por meio da ingestão de alimentos ou suplementos.

Para você entender melhor a participação dos aminoácidos no nosso corpo, acontece dessa forma: para existir músculo, é preciso ter proteína e, para ter proteína, é preciso ter aminoácido. Simples assim!

A principal função dos BCAA´s é recuperar as “lesões” musculares que são provocadas durante um treino intenso. É o chamado efeito catabólico, ou catabolismo muscular, quando há desgaste energético.

Nos exercícios com pesos, se o organismo não tiver os nutrientes certos para se abastecer, recorre aos aminoácidos encontrados nos músculos, utilizando-os como fonte de energia. O resultado: perda de massa muscular, e horas e horas de academia desperdiçadas. Ninguém merece isso!

Outra utilidade do suplemento é a elevação da produção de insulina, um hormônio altamente anabólico. Com isso, há melhora na absorção dos aminoácidos e diversos nutrientes.

Por essas razões, o produto serve de matéria-prima na construção dos músculos e permite entrada maior de glicose nas células, o quer significa mais energia durante o treino. Tanto é que o período ideal para consumi-lo é antes e depois da prática esportiva.

Suplemento BCAA: quais os efeitos colaterais? Ele engorda ou emagrece? 

bcaaO excesso de qualquer aminoácido pode trazer malefícios como o estresse renal, causando desconforto, náuseas e, em casos mais extremos, cálculos renais, pela alta concentração de amônia no órgão.

Por isso, é melhor não exagerar; tomar sempre a medida recomendada por um profissional ou fabricante do produto. Lembre-se daquele ditado: “a diferença entre o remédio e o veneno é a dose”.

Geralmente, o ideal é 4 a 8 gramas antes e depois dos exercícios extenuantes. Quantidades menores até podem surtir efeito, mas talvez não cumpram bem o papel de recuperação mais rápida e melhor desempenho.

No entanto, é preciso considerar os níveis de aminoácidos essenciais de cadeia ramificada na sua dieta antes de decidir, por conta própria, a dosagem perfeita.

A supervisão de um nutricionista esportivo é fundamental para acompanhar seu regime e uso de suplementos como esses.

E mais! Muitas vezes, dependendo da qualidade da marca que você compra, uma Whey Protein pode conter dose suficiente de BCAA´s. Assim, sobra uma graninha para investir em outro suplemento, como a Creatina, por exemplo (vou falar dela em outro artigo). Fica a dica!

Sobre um possível efeito emagrecedor, os aminoácidos de cadeia ramificada não são termogênicos, ou seja, não atuam como redutores de peso. Mas se utilizados em uma dieta com restrição calórica e treinos focados na perda de medidas, não vão interferir de forma negativa.

Quanto a engordar, os BCAA´s não engordam. Afinal, não contêm calorias, são aminoácidos importantes na construção muscular; não possuem carboidratos e, portanto, uma composição que justifique ganho calórico.

Outras dúvidas sobre BCAA

  • BCAA´s definem? Não. Definição se consegue com treino e boa alimentação, quando aumenta a massa magra e diminui o percentual de gordura.
  • BCAA retém líquido? Não, pois se trata apenas de um suplemento com aminoácidos; não contém nenhum componente associado à retenção de líquido no organismo.

Dúvidas esclarecidas? Mas não esqueça de consultar sempre seu médico para aproveitar o que aprendeu aqui com saúde e, é claro, excelentes resultados.

Sucesso – e até breve!

1 Comentário

Comentário