Ganhar Massa Muscular Suplementos Alimentares

Arginina: funções no organismo e ganho de massa muscular

Arginina

Arginina. Talvez você já tenha visto essa palavra na propaganda de um xampu popular, prometendo fortalecer os cabelos e evitar sua queda. Bom, se é verdade ou não, isso não vem ao caso, pelo menos não agora…

Mas o fato é que a Arginina é um aminoácido e, como tal, é indispensável na formação das proteínas e, por consequência, dos músculos.

Entre os atletas, é relevante principalmente porque estimula a produção do hormônio do crescimento, insulina e glucagon, fundamentais para o avanço na performance durante os treinos.

A arginina é um aminoácido condicionalmente essencial, ou semiessencial. Explico: nosso corpo consegue sintetizá-lo em condições normais; já nos períodos de rápido crescimento celular, por exemplo, não.

Então, é necessário obtê-la por meio da dieta e/ou suplementação. A Arginina pode ser encontrada em alimentos ricos em proteínas, como o peixe, a carne, leite e derivados.

Esse aminoácido é bastante utilizado pelos atletas com objetivo de encurtar o tempo de recuperação entre os treinos, aumentar a força e o melhorar os resultados durante prática esportiva.

De uma forma geral, os benefícios da Arginina costumam ser:

  • Reduz o risco de cãibras e fadiga
  • Aumenta a performance
  • Acelera a recuperação muscular
  • Melhora a memória
  • Mais força e resistência física
  • Ajuda a dormir melhor
  • Perda do excesso de gordura corporal

Como funciona suplementação com Arginina durante exercícios físicos

Sobre a melhora do desempenho por redução de fadiga, da qual falamos anteriormente, isso seria causado graças à vasodilatação promovida pelo óxido nítrico e pela diminuição do consumo de glicose pelos músculos em atividade.

Com o uso prolongado de suplemento com Arginina, haveria aumento na produção de óxido nítrico, assim como maior síntese de proteínas, o que justificaria a melhora da função contráctil do músculo esquelético.

Segundo estudos, entre as substâncias presentes abundantemente no nosso organismo que ajudam a oxigenar as células, a Arginina é a única atuante na síntese de óxido nítrico.

Esse processo contribui no aumento do fornecimento constante de sangue para os músculos. Ou seja, ao estimular um fluxo sanguíneo aprimorado e intenso, a Arginina está diretamente ligada à saúde muscular.

Sobre a (tão desejada, diga-se de passagem) relação entre ganho de massa magra e perda de gordura, isso ocorre porque esta acaba tendo seu armazenamento limitado, devido à melhora da retenção de nitrogênio, por ação da Arginina.

No que diz respeito à explosão de força, esse aminoácido promove melhoras, pois participa das sínteses de creatina e fosfato. Por causa disso, é possível ganhar progressão nos treinos de alta intensidade e curta duração.

Algo útil também para quem quer recuperar rapidamente a capacidade depois de algum tempo sem treinar.

Artigo relacionado: Conheça um Suplemento com Arginina 

Outros benefícios, efeitos colaterais e considerações sobre a Arginina

  • Atuação contra inflamação: a Arginina ajuda a combater inflamações, sendo testada inclusive na recuperação da bexiga, por exemplo.
  • Pesquisas demonstram benefício considerável desse aminoácido na cicatrização de tecidos logo após cirurgia. O que é fácil de entender, já que ele é um poderoso agente de recuperação das fibras musculares.
  • Em curto prazo, não há registros de efeitos desagradáveis para a maioria das pessoas. Porém, a má administração da Arginina por um período prolongado pode trazer consequências nocivas.
  • Além disso, esse suplemento é contraindicado para diabéticos, mulheres gravidas ou em fase de amamentação; pessoas com histórico de ataque cardíaco também são proibidos de usar o produto.
  • Problemas existentes podem ser agravados com o uso de suplementos desse tipo. Sintomas da herpes, azia, gastrites e úlceras costumam piorar com o uso da Arginina, que eleva a acidez estomacal.

O importante é ficar sempre atento ao seu corpo, e consultar especialistas (médico, nutricionista e educador físico habilitado) antes de adquirir suplementos, sejam quais forem.

3 Comentários

  • […] começar, caro leitor, vamos entender o que é Creatina: produto composto por três aminoácidos: Arginina, Glicina e Metionina. E, vamos relembrar aqui, aminoácido é a base para formação das proteínas […]

  • Muito bem expressado a ideia tirou minhas dúvidas. Já tinha pesquisado bastante.
    Estou tomando alguns aminoácidos. Acho que o BCAA é bem completo. Porém há muitas marcas, quais são as melhores?
    Outro site que aborda também muito bem é poderdotreino, acho que é esse o nome. Talvez a minha dúvida pode ser a de outros.
    Valeu

Comentário