Doenças

Alimentos que causam enxaqueca: principais dicas

Existem vários fatores que parecem funcionar como gatilhos para a enxaqueca, e os alimentos que causam enxaqueca estão entre os “vilões” mais difundidos para quem sofre destas crises com alguma frequência. Obviamente, o fato de comer um certo tipo de ingrediente não fará você ter uma crise, mas – combinado com outras predisposições – eles podem acelerar ou aumentar a intensidade dos sintomas.

Por isso, é difícil afirmar categoricamente que um alimento ou substância cause a enxaqueca, mas há fortes evidências que sugerem quais deles não são aliados de quem sofre do problema. Além disso, é necessário considerar que não existem alimentos que causam enxaqueca para todas as pessoas: o que pode aumentar a intensidade de sua dor pode reduzir a crise de alguém, por exemplo.

Sabendo destes cuidados, confira alguns dos alimentos que causam enxaqueca para a maior parte das pessoas:

Cafeína

Se você conferir a nossa lista de alimentos que reduzem a enxaqueca, certamente encontra a cafeína entre eles por lá, também. Isso acontece em função da necessidade da dosagem: em baixas quantidades, a cafeína é um aliado da dor, e está presente até mesmo em medicações contra os sintomas das crises.

Quando você exagera na substância, no entanto, a cafeína causa efeitos de abstinência após algum tempo, aumentando significativamente a dor de cabeça. Entre os principais alimentos com cafeína, chocolates, chás e cafés são os principais vilões (ou aliados, quando dosados corretamente).

Adoçantes artificiais

Vários alimentos processados possuem adoçantes artificiais, que são utilizados como alternativas ao açúcar. Tanto estes alimentos quanto o uso de adoçantes artificiais em bebidas são reconhecidamente problemáticos para as crises de enxaqueca, e devem ser evitados por quem sofre do problema.

Álcool

O álcool é um dos gatilhos mais comuns destas crises. Em especial, a cerveja e o vinho tinto são reconhecidos como alimentos que causam enxaqueca para cerca de 25% das pessoas que sofrem regularmente de enxaqueca. Isso ocorre em função da capacidade de desidratação do álcool, que contribui significativamente para as dores de cabeça.

Chocolate

O chocolate é o número dois na lista de alimentos que causam enxaqueca, perdendo apenas para o álcool. Em um estudo publicado nos Estados Unidos, percebeu-se que o chocolate é um gatilho que afeta 22% das pessoas que sofrem com enxaquecas regulares. A quantidade de gordura e, por vezes, de cafeína podem ser apontados como parte do motivo pelos quais os problemas são causados.

Carnes curadas e embutidos

Carnes curadas diversas e embutidos – como presunto, salsichas, linguiças e etc – são ricas em conservantes chamados nitratos, que possuem uma série de utilidades. Quando consumidos, esses conservantes liberam óxido nítrico no sangue, que dilata os vasos sanguíneos.

A dilatação dos vasos do cérebro de uma pessoa que sofre de enxaquecas é um gatilho que pode contribuir para o início e agravamento de uma crise.

Queijos envelhecidos

Os queijos envelhecidos são ricos em uma substância chamada tiramina. Ela é formada através da quebra de moléculas de proteína, e sua concentração é maior quanto mais envelhecidos é um queijo. Diversos estudos já demonstraram que a tiramina pode ser considerada um gatilho para enxaquecas, o que torna útil evitar estes queijos com maior tempo de envelhecimento.

Alimentos fermentados

Outros alimentos que causam enxaqueca são aqueles fermentados ou conservados como picles. Eles também são ricos em tiramina, que não é uma aliada de quem sofre enxaquecas. Por isso, devem ser evitados em grande quantidade, e certamente devem ser mantidos longe de sua dieta durante uma crise.

Comidas muito salgadas

As comidas muito salgadas levam a uma grande concentração de sódio em sua corrente sanguínea, aumentando a pressão e, por consequência, as chances de evolução de uma dor de cabeça ou crise de enxaqueca.

Evitar o excesso de sal também é importante para a saúde cardiovascular, o que torna especialmente útil adotar este hábito. Tenha cuidado especial com alimentos muito processados, que utilizam enormes quantidades de sal.

Recomendados para você:

Comentário